jump to navigation

KDE Brasil – quem somos, o que fazemos e por quê ? May 6, 2015

Posted by Sandro Andrade in qla-sandroandrade.
add a comment

Pode parecer um tanto quanto sem sentido – para nossos amigos e familiares – porque nos envolvemos de forma tão intensa em uma atividade voluntária de colaboração em projetos de software livre. Os motivos são diversos e satisfatoriamente investigados em alguns projetos de pesquisa [1, 2]. Como qualquer trabalho voluntário, contribuir com software livre nos expõe a experiências, sensações e recompensas que nos tornam mais maduros, mais humanos e mais conscientes do nosso papel na sociedade e na formação do mundo para as próximas gerações.

Pelo menos para nós, profissionais da área de Computação, a primeira motivação – geralmente mais rústica e imediatista – é uma só: acesso a tecnologia moderna e de qualidade. Com o tempo, passamos a experimentar, entender e divulgar outros aspectos: compartilhamento livre do conhecimento, valorização de pessoas acima da tecnologia, sensação de pertencimento, amadurecimento pessoal e profissional, vivência de outras culturas, etc.

Por outro lado, pode ser difícil explicar porque – dentre tantos projetos excelentes de software livre sendo conduzidos no mundo – um ou outro consegue “fisgar” o seu coração. Meu primeiro contato com o KDE foi nos idos de 1999-2000, ainda na versão 2, provavelmente com a distribuição Linux Conectiva, se não me falha a memória. Mais ou menos na mesma época, descobri o Qt e finalmente pude fazer aplicações gráficas “lindas de morrer” sem abrir mão da minha linguagem de programação preferida: o C++.

Mas foi somente a partir de 2008 que eu e Tomaz Canabrava estreitamos os laços com a pequena comunidade brasileira do KDE à epoca e, mais tarde, com a comunidade internacional. Mas isso é outra história, daria um livro inteiro talvez :). Neste pequeno texto, gostaria de focar nos motivos pelos quais nos tornamos apaixonados pelo KDE. Citarei alguns, mas gostaria de começar logo pelo mais importante de todos.

Pessoas !!! Sim, isso mesmo, pessoas. Que estranho primeiro motivo, principalmente para nós hackers – conhecidos geralmente por um alto potencial técnico e baixas habilidades sociais :). Comunidades de software livre já consolidadas, como o KDE e outras muitas, reconhecem que sem elas nada mais existiria nem faria sentido. E fazemos muita coisa para garantir um ambiente próspero e respeitoso, mas também com abertura para discussão de opiniões divergentes e reconhecimento da meritocracia obtida, por colaboradores, em anos de trabalho duro. Código de conduta, community working groups, discussões sempre públicas, o KDE Manifesto, são alguns dos instrumentos utilizados para a manutenção da nossa boa “atmosfera”.

Um dos meus “mantras” em sala de aula: “os melhores profissionais da Computação estão em projetos de software livre”. Se você for um aspirante a chef de cozinha, é como se você tivesse à disposição todas as receitas dos maiores chefs do mundo. E mais, você poderia discutir diretamente com ele ou contribuir para a elaboração de novas receitas. Você poderia trocar idéias com chefs de todo o mundo: India, Japão, EUA, Inglaterra … Não seria maravilhoso ? :) No KDE, você encontra um grupo vibrante de pessoas, felizes em desenvolver software de qualidade, de forma aberta, acessível a qualquer pessoa, de todo o mundo. E todos podem participar, independente da área de formação. Muitos membros do KDE são profissionais da Computação, mas outros são médicos, administradores, historiadores, economistas, designers, filósofos, … . Nós encontramos nosso lugar, é o tal do “sense of belonging:).

Segundo, seus limites técnicos e interpessoais serão continuamente ampliados. Qual sua referência profissional atualmente ? Quais suas metas e desejos ? Com software livre, nosso limite passar a ser O MUNDO. Assuma seu chapéu de “humilde aprendiz” e prepare-se para experimentar um salto técnico e interpessoal bastante considerável na sua carreira. Exponha-se, tenha seu trabalho revisado por gurus com décadas de experiência. Especialize-se e contribua para tornar aquele projeto ainda melhor. Mais pra frente, ajude os novatos e/ou seja contratado por uma excelente empresa ligada a software livre.

Terceiro, nós desenvolvemos soluções reais para problemas reais, presentes em todo o mundo, beneficiando milhões de usuários e contribuindo para a formação de milhares de jovens profissionais. Existe algo mais gratificante do que ver o fruto das suas contribuições tornando melhor a vida de pessoas em todo o mundo ? Nossas aplicações são utilizadas no ensino infantil em escolas públicas, em infocentros públicos de acesso à Internet, em projetos de instituições de pesquisa e em projetos de educação artística digital, só para citar alguns.

Gostou ? :) Se quiser ter uns hackers empolgados como amigos e ajudar nesse tão gratificante “trabalho”, junte-se a nós. No mínimo, você vai dar umas boas risadas :).

Aproveite a faça uma doação para a nossa campanha de arrecadação de fundos para o LaKademy 2015 – 3o. Encontro Latino-Americano dos Colaboradores do KDE. O LaKademy 2015 será realizado de 3 a 6 de junho, em Salvador-BA. O LaKademy é um dos momentos onde nos encontramos presencialmente para contribuir e discutir as ações que realizaremos para o KDE no Brasil e na América Latina.

[1] The Social Structure of Open Source Software Development Teams. Crowston & Howison. OASIS. 2003.

[2] Carrots and Rainbows: Motivation and Social Practice in Open Source Software Development. Krogh. 2012.

KDE no Google Summer of Code 2011 March 21, 2011

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news, qla-sandroandrade.
add a comment

por: Lydia Pintcher (Nightrose)

Estamos felizes em anunciar que o KDE mais uma vez participará do GSoC. Este é o nosso 7º ano no programa. Confira também as outras 174 organizações de software livre participantes! Vamos, mais uma vez, fazer deste um excelente verão.

Se você é um estudante agora é a hora de começar a trabalhar em sua proposta. Você pode ou sugerir a sua própria idéia ou se inspirar naquelas presentes em nossa página de idéias. Uma vez decidido em qual idéia você pretende trabalhar comece a sua pesquisa e escreva a sua proposta. Obtenha regularmente feedbacks da equipe que pretende trabalhar. Se você quiser escrever uma proposta para a sua própria idéia sugiro fortemente que entre em contato com a equipe o mais cedo possível, para ter certeza que é algo que eles têm interesse e para obter algum retorno. Se você tiver dúvidas estamos sempre no nosso canal de IRC “#kde-soc” na freenode ou junte-se a nós na lista de discussão kde-soc@kde.org. Para mais informações sobre idéias específicas tente contactar diretamente a respectiva equipe, através do seu canal específico de IRC ou lista de discussão. Para obter informações gerais sobre GSoC visite http://www.google-melange.com – prestar especial atenção ao cronograma.

Se você é um mentor seus próximos passos são: 1) inscrever-se na lista de discussão kde-soc-mentor@kde.org; 2) fazer seu cadastro no site http://www.google-melange.com e solicitar sua inscrição como um mentor para o KDE; 3) contacte um dos administradores para aprovar seu pedido. Em caso de dúvidas contacte a equipe de administradores no canal “#kde-soc” ou via kde-soc-mentor-owner@kde.org. E, claro, alunos o procurarão com perguntas sobre suas propostas ;-). Abaixo você pode encontrar um fluxograma com os passos mais importantes do programa. Verifique também o cronograma do GSoC 2011.

 

Qt e o futuro do KDE March 10, 2011

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news, qla-sandroandrade.
2 comments

por: Cornelius Schumacher (Presidente do KDE e.V.)

Após o anúncio recente da Nokia sobre a sua futura estratégia de desenvolvimento para smart-phones, o KDE tem recebido uma série de perguntas. Muitas dessas questões são relacionados ao futuro do compromisso entre o KDE e o framework Qt. Nesta mensagem, definimos o que vemos como um futuro brilhante para o Qt e o KDE.

Qt

Passamos a utilizar o Qt em 1996 por constituir o melhor framework para desenvolvimento de software. Hoje, ainda continua sendo. Ao longo dos últimos 15 anos o KDE vem trabalhando para assegurar que o Qt esteja sempre disponível, levando à criação de acordos como aqueles que sustentam a KDE Qt Free Foundation. O futuro do Qt foi ainda mais reforçado nos últimos anos por decisões da Nokia que passaram a liberá-lo sob a licença LGPL e que iniciaram o processo de dar, à comunidade, uma maior influência através do processo de Open Governance. Estamos trabalhando com nossos parceiros para acelerar este processo e tornar a Open Governance uma realidade. Neste ínterim, congratulamo-nos com o compromisso contínuo da Nokia com o Qt, assim como seu contínuo apoio ao KDE, como patrono e como patrocinador da nossa conferência anual.

KDE

Hoje o KDE enfrenta novos desafios e oportunidades. Computadores desktop tradicionais e laptops já não são os únicos meios para que usuários trabalhem com documentos, se divirtam e interajam socialmente. Inovações como netbooks, tablets e smart-phones cada vez mais poderosos mudaram o uso do computador, introduzindo novos form factors e novos casos de uso. Pela primeira vez desde que o KDE foi fundado temos a chance de moldar a natureza de utilização do computador, ao invés de competir com os paradigmas de computação já estabelecidos.

O nosso framework Plasma nos coloca numa posição privilegiada para desenvolver interfaces inovadoras e modernas para smart-phones, sistemas embarcados em veículos, computadores desktop, computadores portáteis, media centers e muito mais. Poucos, se algum, dos nossos concorrentes têm um framework para interfaces de usuário que é tão portátil, atraente e fácil de desenvolver com o nosso. A peça fundamental do Plasma e da portabilidade das nossas aplicações é o Qt. O código desenvolvido para uma plataforma pode ser executado com mudanças mínimas (se alguma) em plataformas legadas, como o Microsoft Windows e Mac OS X e, fundamentalmente, em Linux e outras plataformas livres que variam desde dispositivos portáteis até computadores desktop mais poderosos. As recentes inovações do Qt, como o Qt Quick, fazem com que designers e desenvolvedores transformem suas idéias em aplicações e as ofereça aos usuários de uma forma muito mais fácil. O KDE está apenas começando a tirar proveito dessas novas oportunidades.

O Futuro

O Qt continua sendo o pilar sólido e multi-plataforma de tudo o que fazemos. Combinado com as tecnologias do KDE, acreditamos que o Qt é o framework mais convincente para o desenvolvimento multi-plataforma de aplicações. Nunca houve uma época melhor para moldar o futuro da computação. Participe e faça do futuro um futuro que é livre.

The Future

Qt remains the strong, cross-platform foundation of everything we do. Combined with KDE technologies, we believe Qt is the compelling framework for cross-platform software development. There has never been a better time to shape the future of computing. Join us and make that future a future that is free.

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.