jump to navigation

KDE Release Party em Salvador (BA) – 4.9 disponível August 3, 2012

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
add a comment

Todos são bem-vindos 🙂 todos, de todas as comunidades. Vamos somente nos encontrar e celebrar o software livre em Salvador !!!

Advertisements

Plasma Active – Uma Nova Abordagem July 9, 2012

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
add a comment

Plasma Active – Uma nova abordagem no mundo dos tablets

Por que voce gastaria alguns dolares em um aparelho que é um pouco mais que umsmartphone (com uma tela maior mas sem o telefone) ?

Apesar do sucesso dos iPads da Apple essa é uma questão que parece desafiar a maioria dos vendedores de hardware e software. O MeeGo lutou para construir uma interface de usuário para tablets mas não conseguiu mais que um pré-lançamento. Apresentou algumas funcionalidades simples, tais como assistir vídeos, tocar música ou navegar na web, realmente não mais do que um telefone moderno com uma tela maior poderia fazer. Mesmo o iPad, um reconhecido sucesso, é pouco mais do que um iPhone maior. O seu conjunto de aplicações tem sido amplamente copiado pelos tablets baseados em Android que surgiram no mercado até o momento.

Mas para que servem os tablets ?

Um tablet em uso (ou não utilizado em uma de suas gavetas) é um verdadeiro computador. Ele pode fazer mais do que simplesmente navegar na web e assistir vídeos ? Marco Martin, conhecido hacker KDE e colaborador da basysKom pensa assim: “o fato que pessoas baixam e usam várias aplicações mostra que existe esse desejo de fazer algo mais”. Ele se incomoda com o fato que “a maioria das aplicações para dispositivos móveis parecem estar desconectadas uma das outras”. Marco acredita que é este o ponto onde o Plasma Active – interface para usuário desenvolvida pelo KDE e o conjunto de aplicações para dispositivos móveis touchscreen – pode atacar e disponibilizar uma brilhante solução.

11156f1.jpg

Figura 1. O Plasma Active vem com uma seleção de aplicações, algumas mais prontas para touchscreen do que outras

Plasma Active traz uma nova abordagem para dispositivos touchscreen e tenta oferecer mais do que um conjunto de aplicativos para as tarefas mais simples. Mais que um desktopou mesmo um notebook, um aparelho touchscreen é fácil de ser transportado e utilizado em diferentes contextos e para diferentes fins. O Plasma Active faz uso das activities do KDE, algo que tem confundido os usuários do ambiente desktop (veja activities – uma solução procurando por um problema ?), mas, os desenvolvedores acreditam, que faz sentido nostablets.

Aaron Seigo – membro-fundador do Plasma Active e um dos principais desenvolvedores por trás da família de interfaces para usuário KDE Plasma – celebra as activities como um grande avanço, dizendo que “muitos consideram que a habilidade de organizar informações e aplicações entre diferentes activities aumenta significativamente o valor do dispositivos na vida deles”. Ele usa um exemplo pessoal: “enquanto eu estava de férias, utilizei as activities para manter o controle dos meus roteiros e planos, de algumas tarefas do trabalho e para manter-me atualizado de tudo na volta para casa. Eu tenho algunstablets Android e em nenhum deles teria sido tão útil.”

Activities – uma solução procurando por um problema ?

Desde 2008 o KDE tem investido no conceito de activities com resultados divergentes. Muitos usuários não têm certeza da diferença entre activities – projetada para permitir a divisão de diferentes tipos de tarefas – e desktops virtuais – utilizados por muitas pessoas para também dividir diferentes tipos de tarefas.

A idéia é que, embora os desktops virtuais ofereçam espaço extra e alguma forma de agrupamento (por exemplo, você pode ter diferentes áreas de trabalho para e-mail, web, trabalhos numéricos e trabalhos gráficos), as activities disponibilizam interfaces específicas para tarefas diferentes em diferentes momentos.

Imagine que você é um estudante universitário. Você poderia usar os desktops virtuais conforme descrito acima: com e-mail em desktop virtual e anotações de aula em outro. Mas você pode usar as activities para definir agrupamentos para cada disciplina. Você teria uma calculadora na sua activity “Aula de matemática”, uma tabela periódica na sua activity“Laboratório de química” e acesso rápido aos seus jogos na activity “Tempo livre”. Com o mecanismo de troca rápida entre activities e as recomendações automática por activity, oPlasma Active leva este conceito mais longe, fazendo com que o tablet altere totalmente sua configuração de acordo com a mudança da activity. Dessa forma, você terá seu tabletconfigurado do jeito que você quer, para cada tarefa que você possa experimentar.

11156f2.jpg

Figura 2. Você pode customizar cada activity com widgets específicos e alternar entre activities facilmente utilizando o Seletor de Activities.

Primeiras Impressões

Quando você inicia o Plasma Active pela primeira vez (veja Experimente o Plasma Active 2 para saber como usá-lo), você obtém o que parece ser um desktop KDE padrão. As principais diferenças são um painel no topo da tela e a ausência do menu convencional de aplicações. Duas pequenas abas parcialmente abertas em cada lado da tela também não são encontradas no espaço de trabalho padrão do KDE. Esses três itens fornecem o controle principal do Plasma Active. Arraste um pouco o painel de cima para baixo e você verá uma barra de tarefas sensível ao toque, com uma visualização dos aplicativos atualmente em execução e um botão para minimização destes aplicativos. Arraste um pouco mais abaixo e você verá um conjunto de ícones de aplicativos, não muito diferente das previstas no Android ou tablets da Apple, com uma caixa de pesquisa onde você pode rapidamente localizar o aplicativo desejado. Até agora, nada tão revolucionário.

Experimente o Plasma Active 2

O lançamento mais recente do Plasma Active é bem fácil de testar. Se você já tem um computador rodando Meego ou OpenSUSE você pode instalar os pacotes necessários. Entretanto, uma opção mais segura e conveniente é tentar um das live-images disponíveis – elas ainda podem ser utilizada para instalação caso você goste do Plasma ActiveLive images baseadas no Meego são disponibilizadas pela basysKom, enquanto a open-slx fornece uma imagem baseada na distribuição Balsam Professional (derivada do OpenSUSE e mantida pela própria open-slx).

Você pode ainda tentar o Plasma Active em dispositivos ARM (por exemplo em tabletsAndroid) usando uma imagem construída com base no Mer – porte do MeeGo para arquiteturas ARM.

Detalhes sobre a instalação e opções de teste podem ser encontrados na wiki do KDE (http://community.KDE.org/Plasma/Active/Installation).

O desempenho das live-images depende do pendrive e do tablet sendo utilizados. Você pode instalar efetivamente o software para obter um melhor desempenho mas isso pode, é claro, sobrescrever o seu sistema operacional existente.

À medida em que o Plasma Active – e tablets em geral – se tornem mais conhecidos, é provável que muitas distribuições comecem a oferecer o Plasma Active como interface de usuário ou disponibilizem distribuições especialmente otimizadas para o Plasma Active.

Como Aaron Seigo notou: “uma solução somente importa se as pessoas podem realmente utilizá-la”. Você poderá encontrar algum dia dispositivos com Plasma Active à venda, a equipe do Plasma Active está “trabalhando muito para tornar isto uma realidade em um futuro próximo”.

Se adaptando a diferentes tarefas

As duas abas dos lados da tela são características únicas do Plasma Active. A aba na direita quando arrastada revela o seletor de activities, onde cada activity é representada por uma imagem. Algumas activities são pré-definidas, tais como “Introdução” (fornece alguma informação sobre como começar), “Plano de Férias” (exemplo de activity para uma atividade específica) e “Minha Primeira Activity” (que o convida a fazer a sua própriaactivity). Você pode remover, configurar ou adicionar activities usando ícones que estão visiveis no seletor de activities.

11156f3.jpg

Figura 3. Você pode ter uma activity para cada tarefa que você precisa e deseja fazer.

Selecionar uma activity modifica o papel de parede e os widgets do desktop para aqueles associados com a activity selecionada. Escolha a activity de planejamento de férias e você verá o papel de parede associado, terá o widget KDE para previsão do tempo e osbookmarks para o OpenStreetMap, Wikitravel e serviços ferroviário em seu desktop. Você pode abrir um navegador e começar a fazer as suas reservas de férias mas se o seu filho (ou você) tem uma repentina vontade irresistível de jogar Solitaire, você pode simplesmente mudar para uma activity criada para jogos. Se você verificar a barra de tarefas (puxando para baixo o painel do topo) você vai ver que ele só exibe as aplicações da activity atual. Portanto, suas reservas de férias estão a salvo de pequenos dedos acidentalmente fechando o navegador ou atualizando as reservas para viagens transatlânticas de primeira classe. Uma vez que seu filho (ou você) tenha terminado de jogar, você pode usar o seletor de activities para voltar a reservar as suas férias rapidamente.

Ficando esperto com Nepomuk

A aba do lado esquerdo da tela exibe as recomendações do Plasma Activelinks para arquivos, widgets e contatos que podem ser relevantes para a atividade atual. Tudo isso é baseado no Nepomuk: tecnologia de armazenamento semântico do KDE que cria links entre itens baseado nos seus contextos de uso. Marco explica que isso permite que “as informações armazenadas no dispositivo sejam mantidas em um local central, permitindo que sejam tratadas de maneira uniforme e exibidas de forma coerente, independentemente se é um arquivo, um contato, um bookmark ou informações sobre um local, ligando-as através de informações semânticas”. O que isto significa na prática é que as recomendações são mais do que uma lista de arquivos usados recentemente ou mais acessados, sugerindo documentos que são frequentemente usados em conjunto com aqueles atualmente abertos ou usados frequentemente na mesma activity (as recomendações são específicas a cada activity). Enquanto eu escrevia este artigo o sistema me sugeriu alguns itens irrelevantes mas rapidamente aprendeu a sugerir imagens que eu tinha coletado e sugeriu acrescentar as “Diretrizes para autores do Linux Journal” e o “Plasma Active Wiki Pages” aos meus favoritos. A idéia é que o sistema aprenda com o seu usuário e torne-se cada vez mais útil com o passar do tempo. Com base na minha experiência, o Plasma Active ganha a minha aprovação mas com cautela.

11156f4.jpg

Figure 4. O Plasma Active disponibiliza recomendações de arquivos e ações relevantes à activity atualmente em execução.

Nepomuk, desde que foi introduzido pela primeira vez no KDE em 2008, tem sido alvo de muitas queixas sobre o uso de recursos, algo que é certamente motivo de preocupação ainda mais em um dispositivo portátil de baixo consumo de energia. Marco, no entanto, aponta que “em um dispositivo móvel a quantidade de dados armazenados é muito pequena se comparado a um desktop, e as medições mostraram que o uso da memória permanece muito pequeno devido ao número limitado de itens”. Além disso, ao utilizar um armazenamento central “evita-se a necessidade de desenvolver um armazenamento/indexação diferente para cada aplicação”. Aaron concorda: “os dispositivos alvo são atualmente todos na faixa de 600MHz a 1GHz de processamento com 256MB ou mais de memória RAM. Nesses dispositivos o Nepomuk funciona de modo aceitável”. Mesmo assim os desenvolvedores estão trabalhando em várias “otimizações e melhorias” e Aaron reconhece que há sempre a possibilidade de “desintalar o Nepomuk em alguns cenários menos favorecidos, em termos de hardware e interação com o usuário”. Eu não presenciei a tradicional lentidão que às vezes acompanha uma extensa indexação nos ambientes desktop.

As aplicações são o centro de tudo

A interface de usuário é elegante e bem planejada e, através das activities, oferece algo diferente da concorrência. No entanto, um computador é apenas tão bom quanto as aplicações disponíveis e, se deseja-se que o Plasma Active seja um sucesso, o KDE deve disponibilizar um conjunto convincente de aplicações touch-friendly.

11156f5.jpg

Figura 5. As aplicações que já foram ajustadas para o uso com o Plasma Active, como o visualizador de imagens, funcionam bem.

Algumas variantes “Active” das aplicações do KDE já estão disponíveis. Estas incluem aquelas concebidas especificamente para o Plasma Active, tal como o navegador web e o visualizador de imagens, sendo que ambos bastante fáceis de usar. Algumas outras aplicações, tais como o media player Bangarang, sofreram modificações para se tornarem mais touch-friendly. Há versões Active para o conjunto de aplicações de groupware Kontact. Elas são fáceis de usar com touch-screen, mas suas interfaces são tão diferentes dos seus homólogos desktop que mesmo se você é um usuário experiente do Kontact, você vai descobrir que demora um pouco para se acostumar. O Calligra, parte da suite de produtividade do KDE, também está disponível na sua versão Active, porém com baixo desempenho no dispositivo que usei. Entretanto, a tecnologia de base do Calligra já vem sendo utilizada com sucesso nos visualizadores FreOffice dos telefones Nokia, por isso é provável que o desempenho melhore.

Algumas outras aplicações como o Dolphin (gerenciador de arquivos do KDE) não foram adaptadas para o Plasma Active. A mesma interface original é usada nas operações de abrir e salvar arquivos da maioria das aplicações, mas essas serão melhoradas nas próximas versões.

Uma das principais aplicações para tablets – o teclado na tela – funciona muito bem, com botões fáceis de usar e um layout sensato. Aparece quando necessário mas pode ser alternado de baixo para o topo da tela, se desejado.

11156f6.jpg

Figura 6. O teclado na tela é fácil de usar e pode ser acultado quando necessário.

Compartilhar, Curtir, Conectar

Outro novo recurso do Plasma Active é a presença dos botões do painel superior: Compartilhar, Curtir e Conectar. Estes botões tornam mais fácil o compartilhamento imediato de conteúdo (tais como imagens) em redes sociais ou serviços de armazenamento on-line; “curtir” informações presentes em redes sociais ou localmente (por exemplo, fazendo obookmark de uma página), e conectar itens a outros como, por exemplo, associar um documento ou página web à activity atual de modo a sempre estarem prontamente disponíveis no futuro. Dessa forma, se você quiser ter acesso rápido a uma imagem, basta clicar no ícone “Conectar” para adicioná-la como um widget da área de trabalho da activityatual.

11156f7.jpg

Figure 7. Você pode facilmente associar um arquivo ou página web à uma activity usando o botão Conectar (Connect).

Aberto para Negócios

Plasma Active tem sido um projeto incomum dentro do KDE devido à forte participação de empresas desde a sua concepção. Entre estas a basysKom contratou desenvolvedores para trabalhar no Contour: a combinação de activities e recomendações centrais à experiência do usuário do Plasma Active. Marco afirma que “todo mundo da comunidade é convidado a participar e contribuir, assim como qualquer outro projeto KDE – as empresas são também membros da comunidade e estão ajudando em muitas tarefas (incluindo as menos divertidas, com o objetivo de alcançar o nível de qualidade necessário a um produto real)”. Estas empresas estão também tornando mais fácil experimentar o Plasma Active, através da disponibilização de live-images fornecidas pelo basysKom e open-slx (veja Experimente o Plasma Active 2).

Vida após o MeeGo

No passado, grande parte dos esforços do KDE no mundo mobile eram direcionados a dispositivos robustos baseados no MeeGo, particularmente aqueles criados pela Nokia. No entanto, a decisão da Nokia de usar o Windows como base para seus smartphones e o subsequente descarte do MeeGo pela Intel em favor da colaboração com a Samsung (Tizen) têm modificado este cenário. Estas notícias, entretanto, não preocupam tanto os desenvolvedores do KDE. Aaron aponta que “o Plasma Active não é dependende de qualquer sistema operacional e é altamente portável”. De fato, existem “live-images para o OpenSUSE, Meego e Mer”.

Dispositivos ARM rodando o Android são muito populares atualmente e o Plasma Activetambém tem alguns desses hardwares como alvo através de uma live-image específica para ARM baseada no projeto Mer. Mas e o Android em si ? Não é atualmente a alternativa mais atraente para Marco, que argumenta que “o Android, embora lançado com uma licença open-source, é fortemente controlado pelo Google e não deixa muito espaço para que uma comunidade de desenvolvedores cresça e contribua”. Ele, no entanto, reconhece que o Android “é de fato uma boa plataforma e não excluímos algum trabalho de integração com ela no futuro”.

Existe também a possibilidade de o Plasma Active ou tecnologias relacionadas vislumbrarem muito mais do que apenas tablets. Aaron observa que já “alguns estão sendo executadas em dispositivos handset“, mas que “a experiência de usuário atual foi projetada especificamente para tablets“. Ele planeja, no entanto, começar a trabalhar com “interfaces especificamente projetadas para outros form factors, tais como set-top boxes e handsets“. O elemento chave para isso é a forma com que o Plasma foi projetado: “o Plasma permite a contrução de múltiplas (e diversas) interfaces de usuário sem começar do zero. O Plasma DesktopPlasma Netbook e agora o Plasma Active são exemplos reais deste benefício: todos eles são visivelmente bem diferentes mas compartilham quase todo o código.”

O futuro do Plasma Active

Plasma Active é ainda um software recente. O Plasma Active 2 foi lançado pouco antes de este artigo ser escrito e é a versão discutida aqui. O Plasma Active 3 é esperado para o final de 2012 e “trará novos recursos e novas aplicações”, de acordo com Aaron. A partir de uma perspectiva puramente de usuário final, o número limitado de aplicações touch-friendly significa que o Plasma Active ainda não está pronto. No entanto, vale a pena experimentar e pode ser ainda mais atraente no seu terceiro lançamento ainda este ano. Ele já está mais elegante e completo do que qualquer um dos tablets MeeGo pré-lançados.

Há outras razões para se entusiasmar com o Plasma Active. Para Marco, a motivação para começar a trabalhar no Plasma Active teve “razões diferentes, ambas puramente tecnológicas e sociais”. As sociais são talvez melhor resumidas por Aaron: “atualmente há um foco excessivo em dispositivos criados somente para atender a proprietários de lojas de aplicativos e focam no consumo de novos dispositivos simplesmente pelo fato de serem uma novidade”, algo que ele acredita que tem “paralisado o progresso”.

Aaron vê um futuro diferente para o Plasma Active e aqueles que optam por contribuir ou usar o software: “deveríamos estar procurando uma forma de apoiar a vida das pessoas e torná-la melhor. Isso precisa ser feito de forma socialmente responsável, o que significa que software livre, bem como processos abertos, devem guiar o desenvolvimento. Este é o propósito do Plasma Active.”

Fontes

Plasma Active: http://plasma-active.org

Plasma Active Installation: http://community.KDE.org/Plasma/Active/Installation

Artigo Original (inglês): Linux Journal – Plasma Active – a New Approach to Tablet Computing

Lançado o Qt 5 Alpha April 8, 2012

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
1 comment so far

Qt 5 Alpha

Por Lars Knoll em 3 de Abril de 2012

O Qt Project tem o orgulho de anunciar o primeiro lançamento do Qt 5 Alpha. Todos os recursos do Qt 5.0 já estão implementados e agradecemos desde já os possíveis testes e feedbacks a serem realizados pelos usuários mais avançados das bibliotecas Qt. Esta é uma versão disponibilizada apenas em código-fonte – consulte a seção “Instalação” abaixo para informações sobre como gerar binários ou encontrar aqueles publicados pela comunidade.

Todo o esforço está sendo colocado agora na estabilização, melhorias no desempenho e documentação. Esperamos comemorar o lançamento final durante o Qt Contributors Summit [qt-project.org] (de 21 a 23 de Junho em Berlin). Toda a sua ajuda é bem vinda!

Download

A versão alpha pode ser obtida em vários formatos no release archive [releases.qt-project.org]

Visão Geral do Qt 5

O Qt 4 foi lançado há quase sete anos e continua hoje totalmente atualizado e competitivo, na sua versão estável 4.8. A próxima grande iteração, 5, aprofunda quatro aspectos essenciais do Qt:

  • Incríveis capacidades gráficas e de desempenho, especialmente manifestadas em ambientes restritos, como dispositivos móveis. O Qt Quick 2 traz um scenegraph baseado em openGL, um sistema de partículas e uma coleção de efeitos de sombreamento. O Qt Multimedia, Qt 3D e Qt Graphical Effects potencializam esses recursos ainda mais.
  • Mais produtividade e flexibilidade para o desenvolvedor, tornando o JavaScript e QML entidades de primeira classe, ao mesmo tempo em que mantém o C++ e o suporte aos Qt Widgets convencionais. O novo backend javascript do Qt, alimentado pelo V8, o Qt JSON DB e o Qt WebKit 2 facilitará a vida dos desenvolvedores HTML5.
  • Portabilidade cross-platform é agora mais simples graças à nova estrutura dos módulos Essentials e Add-Ons, além da consolidação da Qt Platform Abstraction [qt-project.org]. Estamos ansiosos para ver o Qt em execução em todos os tipos de ambientes!
  • Open Development e Open Governance garantem maior participação no desenvolvimento e teste do Qt 5 por uma crescente comunidade de desenvolvedores, incluindo a Nokia, o projeto KDE, Digia, Collabora, Accenture, KDAB e muitas outras empresas e indivíduos. Hoje, todos nós comemoramos !

O que está sendo lançado ?

O Qt 5 Alpha inclui os seguintes módulos:

  • Essentials : Qt 3D, Qt Core, Qt GUI, Qt JS Backend, Qt Location, Qt Multimedia, Qt Network, Qt QML, Qt Quick, Qt SQL, Qt Test e Qt WebKit.
  • Add-Ons : Qt D-Bus, Qt Graphical Effects, Qt Image Formats, Qt OpenGL, suporte a impressão, Qt Publish/Subscribe, Qt Quick 1, Qt Script, Qt Script Tools, Qt Service Framework, Qt SVG, Qt System Info, Qt Tools, Qt Wayland, Qt WebKit Widgets, Qt Widgets, Qt XML e Qt XML Patterns.

Versões futuras podem incluir mais módulos. Veja a lista completa de módulos disponíveis em Módulos do Qt Essentials e Módulos do Qt Add-Ons .

Demos e exemplos

Alguns exemplos visuais e ilustrativos para os apressadinhos 🙂

 

  • Livecoding video effects with Qt 5 [do youtube.com] – Mostra o Big Buck Bunny como você nunca viu antes, com Qt Quick 2 em ação.
  • Pimp my video: efeitos de sombreamento e multimídia [labs.qt.nokia.com] – Veja os efeitos de vídeo do Qt 5 neste blog.
  • Qt Graphical Effects no Qt Qt Labs [labs.qt.nokia.com] – O mesmo que acima, porém aplicado a imagens estáticas.
  • Raspberry Pi, Qt 5, QML, Shaders [do youtube.com] – Um vídeo criativo mostrando efeitos GL e codificação on-the-fly utilizando uma placa de somente 35 dólares.
  • Novas características do Qt 3D [do youtube.com] – Vídeo não tão recente, mas ainda útil para ver o que os designers 3D podem fazer com o Qt.
  • Qt MediaHub [qt-project.org] – grande exemplo do poder e da conveniência do Qt Quick. Demonstração funcional e com código disponível, para você aprender as melhores práticas ao utilizar Qt / QML.
  • Compilando o Qt 5 para o Playbook – Instruções para testar o Qt 5 e executar seus aplicativos no tablet Blackberry.
  • QtonPi [wiki.qt-project.org] – projeto de ponta para a construção de um sistema operacional mínimo e um SDK, otimizados tanto para o Qt 5 quanto para a placa Raspberry Pi.
  • Snowshoe [snowshoe.cc] – navegador baseado no Qt 5 utilizável agora no Nokia N9.
  • Quasi Engine [indt.github.com] – Uma estrutura baseada no Qt 5 para facilitar o desenvolvimento de jogos 2D fornecendo elementos QML que representam entidades necessárias na maioria dos jogos.

O que há de novo ?

Aqui está só um resumo. A lista completa de funcionalidades pode ser encontrada em Características do Qt 5.

Outros detalhes estão disponíveis em: http://qt.gitorious.org/qt/qtbase/blobs/master/dist/changes-5.0.0

Qt Quick

  • O Qt Quick é agora um módulo do grupo essentials, contendo o scenegraph baseado em OpenGL e todos os itens usuais.
  • Novo suporte para efeitos de sombreamento baseados em openGL e partículas.
  • O QML e o suporte a JavaScript ganharam módulos próprios dentro do grupo essentials.
  • O Qt Quick, como no Qt 4.x, está disponível em um módulo Add-On totalmente compatível com o Qt Quick 1.

Qt JS Backend

  • Novo módulo com a engine V8 JavaScript, proporcionando um desempenho muito melhor.
  • Novas classes QJSEngineQJSValue.

Qt QML

  • Novo módulo que contento a engine QML.
  • Muitas melhorias no desempenho e algumas melhorias para suporte a idiomas.
  • Em sua maioria é source-compatible, mas quando desenvolvendo itens QML em C++ algumas mudanças são necessárias devido a nova scenegraph.

Qt 3D

Qt WebKit

  • O módulo Qt WebKit agora é baseada em WebKit2. As APIs C++ não foram modificadas.
  • Muitas melhorias de desempenho e melhor conformidade com o HTML5.
  • O módulo baseado no WebKit1, como no Qt 4.x, agora é chamado Qt WebKit Widget e está disponível como um add-on.

Qt Core

  • Classe QStandardPaths disponibilizando locais padrão para arquivos.
  • Reconhecimento automático de tipos MIME.
  • Verificação em tempo de compilação da sintaxe de conexão de sinais e slots.
  • Novo mecanismo para expressões regulares, baseado no Perl.
  • Muitas estruturas de dados foram reescritas e otimizadas para um melhor desempenho.
  • Suporte ao C++11 onde possível (mas o Qt continua a compilar e funcionar com compiladores C++98).

Qt Gui

  • Suporte para superfícies de alto nível através da classe QWindow.
  • Suporte nativo a OpenGL.

Qt Network

  • Suporte para pesquisas de DNS.
  • Classes QHttp e QFtp removidos (eles estão disponíveis stand-alone quando necessário).

Qt Location

  • Classes relacionadas a mapas e geolocalização que anteriormente faziam parte do Qt Mobility agora estão contidos em um módulo próprio.

Qt Widgets

  • Todas as classes QWidget antigas, baseados no Qt Gui, foram separadas em uma nova biblioteca Qt Widgets.
  • Portados para a nova Qt Platform Abstraction.
  • Funcionarão normalmente como no Qt 4.x.

Problemas conhecidos

  • A compilação do Qt WebKit está desabilitada no Windows, pois sua compilação neste momento é bastante complexa. Estamos trabalhando para tê-la re-ativada e em pleno funcionamento para a versão beta.
  • Traduções ainda não funcionam; aplicações Qt aparecerão sempre em Inglês.

Instalação

Esta versão inclui apenas os pacotes fontes, sem binários oficiais. Os desenvolvedores devem construir seus próprios binários – ver Instruções de compilação do Qt 5 Alpha.

Você pode procurar também os binários não oficiais publicados pela comunidade.

Veja também Compilando o Qt 5 a partir do Git [qt-project.org].

Portando código existente

Veja Transição do Qt 4 para Qt 5 [wiki.qt-project.org].

Documentação

A documentação da API para o alpha está disponível em documentação Qt 5.0 [qt-project.org].

Comentários

Os desenvolvedores que usam Qt estão convidados a aderir a lista de discussão para compartilhar impressões e buscar ajuda da comunidade.

Pré-venda do Tablet com KDE Plasma superou as expectativas February 23, 2012

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
2 comments

A inscrição de Pré-venda para o Tablet ’Spark’ KDE Plasma mal abriu e já encerrou, devido à enorme demanda que superou as expectativas.

“Foram tantos pedidos que nós alcançamos nossa capacidade de produção inicial e tivemos que fechar o programa de pré-venda, por enquanto”, disse o líder do projeto Spark, Aaron Seigo.
O Spark terá uma tela multi-touch capacitiva de 7″, um processador ARM CortexA9, 512MB de RAM e 4GB de armazenamento interno. Um slot de cartão SD, várias portas USB e uma mini-HDMI, e espera-se ser vendido por €200.
“Assim que a efetivação da compra puder ser feita, estaremos enviando e-mails para os inscritos na pré-venda, logo, quem se inscreveu primeiro receberá seu Spark primeiro.”

Mais informações sobre o Spark e sobre as inscrições, podem ser visualizadas no blog do desenvolvedor do Spark: aseigo.blogspot.com

KDE comemora seus 15 anos no Latinoware 2011 October 26, 2011

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
2 comments

Latinoware 2011

No último dia 14 de Outubro o KDE completou 15 anos de muito trabalho, inovação e diversão é claro ! O KDE Brasil aproveitou a 8a. Edição da Conferência Latino-Americana de Software Livre (Latinoware 2011) para realizar uma grande festa ! Este ano, mais do que nunca, tivemos um stand super bacana: banner dos 15 anos do KDE, TV para demonstrar as feature mais legais do KDE e passar vídeos bacanas, diversos “apetrechos” do KDE: camisas, pins, adesivos, cartões postais, etc. O IV Fórum KDE Brasil – Edição Latino-Americana trouxe para o Latinoware uma série de palestras e mini-cursos sobre as tecnologias Qt e KDE.

Banner comemorativo dos 15 anos do KDE

Nosso stand

KDE swags

Nosso amigo Juan do KDE-Argentina

Na quarta-feira, dia 19, tivemos o mini-curso “Desenvolvendo Aplicações Mobile com Qt 4.8”, ministrado por Sandro Andrade e Luis Paulo Torres. No mini-curso foram apresentados os principais recursos do Qt Mobility 1.2 que promovem o desenvolvimento cross-platform de aplicações para o Symbian, Maemo, Meego e também Android e iOS. Laboratórios práticos de acesso aos diversos sensores (acelerômetro, orientação, etc), dados de contatos e integração com GPS foram realizados. A participação do público foi excelente: 20 participantes (sala lotada) e mais alguns de pé.

Mini-Curso “Desenvolvendo Aplicações Mobile com Qt 4.8”

Também na quarta-feira Filipe Saraiva apresentou a palestra “KDE-Edu: a visão KDE dos softwares aducacionais”, onde os aplicativos educationais e tendências futuras do KDE na educação foram apresentados.

Palestra “KDE-Edu: a visão KDE dos softwares aducacionais” com Filipe Saraiva

Ainda no primeiro dia o Open Source Rock Festival aqueceu os ânimos dos participantes.

Open Source Rock Festival

Participantes ilustres

O Latinoware 2011 trouxe uma interessante tecnologia (E-Take) para o favorecimento da redução do consumo de papel no evento. Cada participante recebeu, no momento do credenciamento, um pequeno dispositivo utilizado para solicitar material em meio digital previamente disponibilizado pelos stands. O participante aproximava o dispositivo de um receptor presente em cada stand e automaticamente o material era enviado para o seu e-mail.

Na sexta-feira, dia 21, ocorreu o Forum KDE propriamente dito com a palestra de abertura “15 anos de KDE: o que construimos ? para onde iremos ?”, apresentada por Aracele Torres. Na apresentação, revisitamos toda a trajetória do KDE ao longo deste período, destacando as grandes conquistas e os projetos mais desafiadores.

Palestra “15 anos do KDE: o que construimos ? para onde iremos ?”

Logo em seguida a palestra “KDE Frameworks 5: o que você ganha com isso ?” ministrada por Sandro Andrade, apresentou as facilidades atualmente disponibilizadas pelo KDE Platform 4 e as modificações previstas na próxima liberação major das tecnologias KDE. APIs para multimídia (via Phonon), I/O síncrono e assíncrono, local ou remoto (KIO), controle de GUIs via XML (KXMLGUI), obtenção e upload de artefatos na web (Get Hot New Stuff), utilização de plugins e KParts foram demonstrados através de códigos exemplo. Aspectos sobre modularização e definição explícitas de dependências na futura versão da plataforma (KDE Frameworks 5) foram também ilustrados. Uma das metas é favorecer ainda mais a execução de aplicações KDE no mais amplo espectro de dispositivos.

Palestra “KDE Frameworks 5: o que você ganha com isso ?”

Dando continuidade ao IV Fórum KDE Brasil nosso amigo Juan Muguerza, do KDE Argentina, apresentou a palestra “Owncloud: cria a sua própria nuve com KDE”, onde a soluções opensource completa do KDE para computação na nuvem foi apresentada e discutida.

Palestra “Owncloud: cria a sua própria nuve com KDE”

Encerrando nossa participação no VIII Latinoware, a palestra “Plasma Active: o KDE chega ao seu tablet” ministrada por Sandro Andrade apresentou a recém-lançada versão do workspace Plasma totalmente dedicado aos tablets e outros dispositivos móveis. As principais facilidades para criação de activities e ligação de URLs e aplicações às activities presentes foram demonstradas. Versões mobile das aplicações KDE Kontact e Calligra trazem uma maior facilidade de utilização nos tablets e ratificam o Plasma como tecnologia bastante promissora e certamente presente em uma ampla faixa de dispositivos em um futuro próximo.

KDE Plasma Active em ação

Como não poderia faltar uma comemoração compatível com todas as conquistas do KDE não poderia deixar de estar presente 🙂

Antes

Depois 🙂

E até o próximo Latinoware

Update: ainda temos algum material do KDE disponível para venda (camisas, pins, cartões postais, adesivos, etc). Fotos abaixo, interessados devem contactar sandroandrade AT kde DOT org

Qt Project está no ar !!! October 21, 2011

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
add a comment

Por: Lars Knoll

O Qt Project está no ar !

Estamos felizes em anunciar que o Qt Project foi oficialmente lançado. A partir de hoje, o desenvolvimento do Qt será governado como um projeto verdadeiramente open source.

A partir de hoje está disponível o qt-project.org – um site que centralizará todas as informações sobre o desenvolvimento do Qt, fornecendo a mesma infra-estrutura e processos para qualquer um que queira contribuir com o Qt.

Agora que estamos aqui, o que vem depois?

Se você está interessado em participar e se tornar parte da comunidade do Qt Project um bom lugar para começar é o site qt-project.org.
Este site fornece uma boa visão geral sobre como começar e como se tornar parte da comunidade e contribuir para o Qt.

Se você já tiver trabalhado com Qt, você provavelmente terá uma conta no Jira, nossa ferramenta de rastreamento de bugs. Esta conta é necessária para obter acesso ao local central onde todo o desenvolvimento acontece: codereview.qt-project.org.

Nosso servidor Gerrit codereview.qt-project.org vai funcionar como o local central para onde os patches são enviados e então revisados ​​e
testados. Todos que têm uma conta Jira pode enviar patches para codereview.

Patches podem ser revisados por qualquer um, e, finalmente, aceitas ou rejeitadas pelos Mantenedores. Você também vai notar que já temos
alguns não-Nokians como Aprovadores e Mantenedores. Gostaria de especialmente mencionar que Thiago, mantenedor de QtCore (biblioteca utilizada em todo o Qt), não está trabalhando para a Nokia. Isto é uma evidência mais tangível do que o Open Governance significa. Espero poder ver ainda mais não-Nokians se tornando Mantenedores no futuro.

Para obter detalhes sobre como contribuir, acesse http://www.qt-project.org. Por enquanto temos apenas algumas listas de discussão disponíveis em lists.qt-project.org, mas provavelmente isso mudará para acomodar listas mais especializadas à medida que avançamos. A lista mais importante é a lista de discussão geral de desenvolvimento development@qt-project.org. Note que a lista de discussão de desenvolvimento também é membro da lista de discussão de anúncios, assim você irá automaticamente receber as notificações de novas versões.

Continuamos a usar o Jira para rastreamento de bugs e de requisitos. A instalação atual no bugreports.qt.nokia.com será movido nas próximas semanas também para o Qt Project.

A Verdadeira Abertura

O Qt Project é um projeto verdadeiramente aberto. Estamos convidando a todos para participar e ajudar a fazer do Qt um produto melhor.

Todo o desenvolvimento acontecerá em um local central, com acesso para todos ao mesmo tempo. Não há mais um fluxo de código separado para os Nokias e para os “outros”. O que você vê é exatamente o que vemos. Discussões, decisões e roadmap tudo acontecerá na comunidade, pela comunidade e para a comunidade. Qualquer pessoa pode ser um colaborador, e até mesmo um Mantenedor se mostrar mérito para isso.

Converse conosco sobre o Open Governance no Qt Developer Days

Sessões sobre o Open Governance do Qt Project acontecerão no Qt Developer Days e eu também vou estar falando sobre isso durante a minha palestra. Se você está vindo para o evento você terá a oportunidade de aprender mais e se envolver na discussão. Se você está considerando vir ao Qt Dev Days esta discussão é uma das muitas boas razões para nos encontrarmos por lá !

Conclusões e agradecimentos

Estamos extremamente felizes em ver que este movimento finalmente agora aconteceu. Gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer a todas as pessoas que ajudaram a tornar isso possível. Muitas pessoas contribuíram, mas alguns devem ser especificamente mencionados: Thiago Macieira por dirigir os trabalhos iniciais sobre o Open Governance, Marius Storm-Olsen por assumir grande parte do trabalho, Cristy Hamley, por lidar com todas as questões legais e Olivia Puntanen pela gestão do projeto. Obrigado a todos.

Estamos ansiosos para começar um novo capítulo no desenvolvimento do Qt e animados para trabalhar com todos vocês no sentido de tornar Qt um produto ainda melhor.

Plasma Active One: KDE chega ao mundo dos tablets October 11, 2011

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
add a comment

9.10.11: Plasma Active One disponível

Um dispositivo móvel deve ser mais que uma simples coleção de aplicativos. Ele deve refletir quem você é. O Plasma Active traz o melhor para o seu tablet, a partir da novíssima tecnologia de Activities baseadas em touch-screen.

PA1.png
Uma Activity de planejamento de férias

No dia 09 de Outubro de 2011 o primeiro lançamento do Plasma Active se torna publicamente disponível. A interface touch screen do Plasma Active One é muito mais que um lançador de aplicativos. Assim que o seu dispositivo é ligado, ao invés da exibição tradicional do grid de aplicações, é exibido o gerenciador de Activities apresentando o seu projeto, tarefa ou idéia atual. Com as Activities, você pode reunir todos os documentos, pessoas, sites web, conteúdo multimídia e widgets, relacionados a um tópico, em um único lugar, construíndo visões personalizadas e interativas da sua vida. Com o Plasma Active as possibilidades são ilimitadas. Você pode adicionar quantos elementos você quiser a uma Activity, com o auxílio da sua funcionalidade de scroll ilimitado. Você pode criar quantas Activities quiser e alternar entre elas via touch-screen, utilizando o Activity Switcher.

PA2.png
Adicione conteúdo a sua Activity

Você escolhe o objetivo de uma Activity: planejar suas férias, trabalhar em um projeto da escola ou do trabalho, organizar as fotos da festa bacana do fim de semana, manter informações sobre suas redes sociais ou organizar seus sites preferidos de notícias. Crie uma Activity, informe o seu nome e seu papel de parede e comece a adicionar seus apetrechos ou diretamente através do botão “Adicionar” ou usando a interface Share Like Connect.

PA3.png
Compartilhando uma foto através do Share Like Connect

Share Like Connect é um grupo de três pequenos ícones sempre disponíveis no painel superior. Eles permitem que você rapidamente conecte o que você está fazendo a qualquer Activity – sites web ou imagens sendo visualizados, documentos, etc. Use o Share Like Connect para registrar seus bookmarks. Envie facilmente o que você está visualizando, por e-mail, para pessoas da sua lista de contatos.

Complementando as Activities, o Plasma Active disponibiliza um lançador rápido e eficiente de aplicações e inclui, por padrão, uma variedade de aplicativos para você usar e se divertir. Basta puxar o painel superior para baixo para tornar a área de seleção de aplicações visível. A seleção de aplicações apresenta as aplicações atualmente em execução, de modo que você pode facilmente alternar ou fechar os aplicativos. Puxando a seleção de aplicações um pouco mais para baixo faz com que o lançador de aplicações fique visível. Ele apresenta uma lista de ícones similar às outras interfaces para tablets e smartphones. A barra de busca integrada permite que você facilmente busque por aplicações instaladas no sistema.

PA4.png
O Peek and Launch permite que você alterne entre aplicações em execução e inicie outras

Quando uma aplicação é iniciada ela automaticamente se conecta à Activity atual. Aplicações relacionadas são mantidas em grupo e fora da sua visão quando você alterna para uma Activity diferente. O Plasma Active traz produtividade imediata para você. Várias aplicações estão por padrão incluidas – navegador web, visualizador de imagens, player de áudio e vídeo (Bangarang Active), visualizador de documentos com funcionalidades simples de edição (Calligra Active [beta]), total controle de e-mail e calendários (Kontact Touch) e diversos jogos divertidos. Estas aplicações são totalmente otimizadas para a interface touch screen. Centenas de outras aplicações estão gratuitamente disponíveis através dos repositórios on-line, embora a maioria delas não estejam ainda otimizadas para touch-screen.

PA5.png
Kontact Touch integra email e groupware ao Plasma Active

Plasma Active é projetado e construído de forma aberta e é lançado sob a forma de software gratuito e de código aberto. Por trás das idéias do Plasma Active está uma comunidade vibrante de participantes e empresas trabalhando em conjunto por um único ideal: a criação de aplicações incríveis para os dispositivos atuais. Não há lock-ins proprietários ou segredos na frente dos esforços de projeto e desenvolvimento, somente uma fantástica experiência de usuário que você pode usar, se divertir e participar.

Como Obter o Plasma Active One

Imagens nas versões instalável e live estão disponíveis para download. Instruções detalhadas de instalação podem ser obtidas na página Instalação do Plasma Active. Tipicamente a instalação consiste simplesmente na inserção de um pendrive USB bootável no tablet, uma reinicialização e seguir as instruções na tela.

É também possível rodar o Plasma Active em uma máquina virtual para propósitos de teste e avaliação. Para maiores informações, bem como os problemas dessa abordagem, por favor refira-se à página Plasma Active em máquinas virtuais. Recomendamos fortemente, entretanto, a execução do Plasma Active em um tablet para melhor experiência.

O Futuro do Plasma Active

O Plasma Active One é mais um passo da longa jornada que a equipe KDE Plasma criou desde o início do projeto em 2007, originalmente para criação de um novo shell desktop. E não chegamos no fim desta caminhada. O Plasma Active Two será lançado em meados de Dezembro de 2011 com o Plasma Active Three programado para ser lançado no terceiro trimestre de 2012.

O Plasma Active Two terá suporte a recomendações automatizadas a Activities, permitindo que o Plasma Active ajude você a coletar e adicionar informações e documentos relevantes às suas Activities. Teremos também a visualização, filtragem e ordenação melhorados de todos os tipos de mídias e informações acessíveis no Plasma Active. Outras funcionalidades serão também desenvolvidas para o Share Like Connect baseado em plugins. Esta versão irá também conter melhorias relacionadas a estabilidade e desempenho, bem como correção de bugs.

O Plasma Active Three será outro lançamento importante onde focaremos nos desafios de segurança de dispositivos, de modo a manter os seus dados seguros e sob controle. Na versão três, começaremos a implementação de forms factors adicionais, para suportar settop boxes e handhelds. O Plasma é construído com a filosofia de “interfaces altamente modularizadas, re-utilizáveis e re-integráveis”. Isto nos permite mover rapidamente de um tipo de dispositivo para outro, mantendo sempre uma ótima experiência de usuário. Pretendemos explorar ao máximo esta flexibilidade nas futuras versões.

Em ciclos de desenvolvimento futuros, um maior número de aplicativos Active e widgets estarão disponíveis. Desenvolvedores de aplicações já existentes estão convidados a se juntarem a nós na “ativação” de suas aplicações para suportar touch-screen e outros form factors. As melhores e mais úteis aplicações serão lançadas nas próximas versões do Plasma Active. Um sistema fácil para download de outras aplicações estará também disponível.

Planejamos também incluir o ARM como arquitetura oficialmente suportada, em adição às plataformas Intel já contempladas. Este esforço está sendo executado em conjunto com as tarefas de redução do footprint do sistema operacional necessário para rodar o Plasma Active. Adicionalmente, estamos no processo de desenvolvimento de uma especificação clara e bem documentada sobre os requisitos subjacentes de sistema operacional necessários para uma boa execução do Plasma Active.

PA6.png
Navegador Web com suporte a touch do Plasma Active

Como Contribuir com o Plasma Active

Plasma Active é um projeto aberto: todo o projeto, planejamento e desenvolvimento é feito em um ambiente de trabalho baseado em consenso. Colaboradores da comunidade e empresas de criação de dispositivos ou aplicativos são bem vindos e capazes de participar da sua própria forma. Se você deseja criar novos widgets, add-ons para o Share Like Connect, novas aplicações, suportar novos dispositivos ou criar uma experiência de usuário totalmente nova usando o Plasma Active, estaremos sempre prontos para lhe receber. Esforços para testes, estabilização, análise de usabilidade e projeto gráfico para os softwares já existentes são também áreas de potencial colaboração.

As bibliotecas utilizadas pelo Plasma Active são licenciadas sob a LGPL, permitindo uma variedade de opções de licenciamento e possibilidades de extensão e configuração. Você pode contactar a equipe do Plasma Active na nossa lista de discussão ou no canal #active do irc.freenode.net. Existe também o fórum KDE de auxílio ao usuário. Solicitações privadas e de imprensa podem ser enviadas a Sebastian Kügler (sebas@kde.org) e Eva Brucherseifer (eva.brucherseifer@basyskom.de).

PA7.png
Blinken é um divertido jogo infantil com suporte a touch screen

Compatibilidade de Hardware

As imagens do Plasma Active One foram testadas e são suportadas nos dispositivos WeTab, ViewSonic ViewPad, ExoPC e Lenovo Ideapad. Mais informações sobre compatibilidade de dispositivos podem ser encontradas aqui. O Plasma Active deve funcionar bem em outros dispositivos baseados em Intel. O suporte a dispositivos ARM está ainda em desenvolvimento. Entretanto, o Plasma Active foi instalado e executado com sucesso no Nokia N900 e outros dispositivos ARM.

Compatibilidade de Software

Praticamente qualquer software disponível para a plataforma Linux pode ser executado no Plasma Active. Recomendamos aplicações baseadas no Qt e no KDE visto que elas apresentam uma melhor integração com o Plasma Active One, o qual é também baseado no KDE Platform 4.7 e Qt 4.7. Outras aplicações, entretanto, executam e funcionam da mesma forma que funcionariam em qualquer outro sistema baseado no Linux. Isso inclui aplicações em linha de comando, acessíveis através do terminal com suporte a touch já presente no Plasma Active.

O Plasma Active é compatível com os workspaces do Plasma Desktop e Plasma Netbook. São todos baseados no mesmo framework, compartilhando mais de 95% do código-fonte. Esta é uma abordagem radicalmente diferente para similaridade de interfaces entre dispositivos. A maioria dos outros produtos para tablets ou são isolados (compartilhando pouco ou nada com outras interfaces de usuário) ou tentam utilizar interfaces desktop em displays pequenos. As interfaces baseadas no Plasma, entretanto, são criadas para tipos específicos de dispositivos mantendo ainda a grande maioria do código-fonte e esforços de engenharia. Consequentemente, widgets e aplicações escritas para o Plasma Desktop ou Netbook podem ser executadas normalmente em dispositivos com o Plasma Active.

Agradecimentos

O Plasma Active One não seria possível sem o inacreditável apoio da comunidade Plasma e sem o suporte financeiro e de desenvolvimento da basysKom e open-slx. O Plasma Active é construído com base nos excelentes frameworks do KDE e Qt, nos dando excelentes pilares para iniciar qualquer trabalho. Estamos muito felizes em conviver com milhares de pessoas que vêm colaborado com as comunidades KDE e Qt ao longo dos últimos 15 anos. Agradecemos também aos esforços que resultaram na criação do MeeGo OS e do Open Build Service, fundamentais para a finalização e lançamento do Plasma Active One.

Sobre o KDE

O KDE é uma equipe internacional de tecnologia que desenvolve software livre para computadores desktop e portáteis. Entre os produtos desenvolvidos pelo KDE estão um sistema desktop moderno para as plataformas Linux e UNIX, um amplo conjunto de aplicações para escritório e groupware e centenas de títulos em categorias tais como Internet a aplicações web, multimídia, entretenimento, softwares aducacionais, editoração gráfica e desenvolvimento de software. As aplicações do KDE são traduzidas para mais de 60 idiomas e são desenvolvidas com foco na facilidade de uso e princípios modernos de usabilidade. As aplicações do KDE4 rodam nativamente no Linux, BSD, Solaris, Windows e Mac OS X.

Avisos Legais. KDE® e o logo K Desktop Environment® são marcas registradas do KDE e.V. Linux é marca registrada de Linus Torvalds. UNIX é marca registrada de The Open Group nos Estados Unidos e outros paises. Todas as outras marcas e copyrights utilizadas neste anúncio são de propriedades dos seus respectivos donos.

Contatos

Africa
AJ Venter
Unit 7B Beauvallon Village
13 Sandown Road
West Beach
Cape Town
7441
South-Africa
Phone: +27 83 455 9978
info-africa@kde.org
Asia
Pradeepto Bhattacharya
A-4 Sonal Coop. Hsg. Society
Plot-4, Sector-3,
New Panvel,
Maharashtra.
India 410206
Phone : +91-9821033168
info-asia@kde.org
Europe
Sebastian Kügler
Meloenstraat 17
6543 ZE Nijmegen
The Netherlands
Phone: +31-6-48370928
info-europe@kde.org
North America
Jeff Mitchell
21 Kinross Rd. #2
Brighton, MA 02135
U.S.A
Phone: +1 (762) 233-4KDE (4533)
info-northamerica@kde.org
Oceania
Hamish Rodda
11 Eucalyptus Road
Eltham VIC 3095
Australia
Phone: (+61)402 346684
info-oceania@kde.org
South America
Helio Chissini de Castro
R. José de Alencar 120, apto 1906
Curitiba, PR 80050-240
Brazil
Phone: +55(41)262-0782
+55(41)8808-1519
info-southamerica@kde.org

KDE 15 anos October 11, 2011

Posted by Sandro Andrade in liveblue-news.
add a comment

Por: Carl Symons

05 de Outubro de 2011

KDE15-1.png

No dia 14 de Outubro de 1996 Matthias Ettrich postou uma mensagem no Usenet (comp.os.linux.misc) anunciando “Precisa-se de programadores !” para um novo projeto chamado “Kool Desktop Environment (KDE)”. Hoje, 15 anos depois, o desejo de Matthias por uma “interface gráfica para usuários finais” foi completamente realizado. E mais. Nas próximas duas semanas o Plasma Active One será lançado com uma aparência única para uma variedade de dispositivos, desde computadores desktop até plataformas móveis. KDE deixou de ser apenas uma interface gráfica para o Linux e passou a ser uma comunidade global. Mas seu espírito inovador ainda persiste, junto com o compromisso de entregar excelentes soluções aos usuários de software livre.

E este evento não pode acontecer sem uma grande festa !

Teremos uma comemoração mundial do 15o aniversário do KDE. Você está convidado ! A comunidade dificilmente se encontraria por completo pessoal, então teremos diversas festas virtuais :). O dia inteiro, em todo o mundo, no dia 14 de Outubro.

Ajude-nos a fazer um grande evento:

  • Organiza sua festa
  • Com um grande bolo para o KDE !
  • Comemore seu comprometimento com a liberdade através de fotos legais
  • Pense grande como o KDE Espanha
  • Traga a comunidade KDE para a sua festa a partir da atualizações nas redes sociais
  • Envie o seu planejamento, fotos e acontecimentos para 15@kde.org
  • Traduza este artigo para outros idiomas e acompanhe os artigos do dot.kde.org
  • Pense globalmente. Comemora localmente.
  • Convide outras pessoas da sua comunidade para compartilhar a generosidade e a beleza do KDE
  • Teste 15 bugs e verifique se eles ainda são relevantes
  • Faça uma doação de R$15 ou contribua de alguma outra forma
  • Teste uma aplicação e reporte bugs por 15 minutos, melhor o KDE userbase, resposta a questões nos fóruns, apareça no canal #kde do freenode
  • Use a hashtag #kde15 para compartilhar sua comemoração

Dê uma olhada em como o KDE começou e as incríveis realizações que conseguimos. Mesmo se você não está envolvido este um marco inspirador de um projeto extremamente colaborativo que beneficia tantas pessoas.

14 de Outubro de 2011 – uma celebração global de liberdade e conquista !

KDE15-2.png

KDE no Google Summer of Code 2011 March 21, 2011

Posted by Sandro Andrade in qla-sandroandrade, liveblue-news.
add a comment

por: Lydia Pintcher (Nightrose)

Estamos felizes em anunciar que o KDE mais uma vez participará do GSoC. Este é o nosso 7º ano no programa. Confira também as outras 174 organizações de software livre participantes! Vamos, mais uma vez, fazer deste um excelente verão.

Se você é um estudante agora é a hora de começar a trabalhar em sua proposta. Você pode ou sugerir a sua própria idéia ou se inspirar naquelas presentes em nossa página de idéias. Uma vez decidido em qual idéia você pretende trabalhar comece a sua pesquisa e escreva a sua proposta. Obtenha regularmente feedbacks da equipe que pretende trabalhar. Se você quiser escrever uma proposta para a sua própria idéia sugiro fortemente que entre em contato com a equipe o mais cedo possível, para ter certeza que é algo que eles têm interesse e para obter algum retorno. Se você tiver dúvidas estamos sempre no nosso canal de IRC “#kde-soc” na freenode ou junte-se a nós na lista de discussão kde-soc@kde.org. Para mais informações sobre idéias específicas tente contactar diretamente a respectiva equipe, através do seu canal específico de IRC ou lista de discussão. Para obter informações gerais sobre GSoC visite http://www.google-melange.com – prestar especial atenção ao cronograma.

Se você é um mentor seus próximos passos são: 1) inscrever-se na lista de discussão kde-soc-mentor@kde.org; 2) fazer seu cadastro no site http://www.google-melange.com e solicitar sua inscrição como um mentor para o KDE; 3) contacte um dos administradores para aprovar seu pedido. Em caso de dúvidas contacte a equipe de administradores no canal “#kde-soc” ou via kde-soc-mentor-owner@kde.org. E, claro, alunos o procurarão com perguntas sobre suas propostas ;-). Abaixo você pode encontrar um fluxograma com os passos mais importantes do programa. Verifique também o cronograma do GSoC 2011.

 

Qt e o futuro do KDE March 10, 2011

Posted by Sandro Andrade in qla-sandroandrade, liveblue-news.
2 comments

por: Cornelius Schumacher (Presidente do KDE e.V.)

Após o anúncio recente da Nokia sobre a sua futura estratégia de desenvolvimento para smart-phones, o KDE tem recebido uma série de perguntas. Muitas dessas questões são relacionados ao futuro do compromisso entre o KDE e o framework Qt. Nesta mensagem, definimos o que vemos como um futuro brilhante para o Qt e o KDE.

Qt

Passamos a utilizar o Qt em 1996 por constituir o melhor framework para desenvolvimento de software. Hoje, ainda continua sendo. Ao longo dos últimos 15 anos o KDE vem trabalhando para assegurar que o Qt esteja sempre disponível, levando à criação de acordos como aqueles que sustentam a KDE Qt Free Foundation. O futuro do Qt foi ainda mais reforçado nos últimos anos por decisões da Nokia que passaram a liberá-lo sob a licença LGPL e que iniciaram o processo de dar, à comunidade, uma maior influência através do processo de Open Governance. Estamos trabalhando com nossos parceiros para acelerar este processo e tornar a Open Governance uma realidade. Neste ínterim, congratulamo-nos com o compromisso contínuo da Nokia com o Qt, assim como seu contínuo apoio ao KDE, como patrono e como patrocinador da nossa conferência anual.

KDE

Hoje o KDE enfrenta novos desafios e oportunidades. Computadores desktop tradicionais e laptops já não são os únicos meios para que usuários trabalhem com documentos, se divirtam e interajam socialmente. Inovações como netbooks, tablets e smart-phones cada vez mais poderosos mudaram o uso do computador, introduzindo novos form factors e novos casos de uso. Pela primeira vez desde que o KDE foi fundado temos a chance de moldar a natureza de utilização do computador, ao invés de competir com os paradigmas de computação já estabelecidos.

O nosso framework Plasma nos coloca numa posição privilegiada para desenvolver interfaces inovadoras e modernas para smart-phones, sistemas embarcados em veículos, computadores desktop, computadores portáteis, media centers e muito mais. Poucos, se algum, dos nossos concorrentes têm um framework para interfaces de usuário que é tão portátil, atraente e fácil de desenvolver com o nosso. A peça fundamental do Plasma e da portabilidade das nossas aplicações é o Qt. O código desenvolvido para uma plataforma pode ser executado com mudanças mínimas (se alguma) em plataformas legadas, como o Microsoft Windows e Mac OS X e, fundamentalmente, em Linux e outras plataformas livres que variam desde dispositivos portáteis até computadores desktop mais poderosos. As recentes inovações do Qt, como o Qt Quick, fazem com que designers e desenvolvedores transformem suas idéias em aplicações e as ofereça aos usuários de uma forma muito mais fácil. O KDE está apenas começando a tirar proveito dessas novas oportunidades.

O Futuro

O Qt continua sendo o pilar sólido e multi-plataforma de tudo o que fazemos. Combinado com as tecnologias do KDE, acreditamos que o Qt é o framework mais convincente para o desenvolvimento multi-plataforma de aplicações. Nunca houve uma época melhor para moldar o futuro da computação. Participe e faça do futuro um futuro que é livre.

The Future

Qt remains the strong, cross-platform foundation of everything we do. Combined with KDE technologies, we believe Qt is the compelling framework for cross-platform software development. There has never been a better time to shape the future of computing. Join us and make that future a future that is free.